Nikon Instruments Europe B.V. | Europe & Africa
Artboard 1
pt Change Region

Global Site

Microscópio Confocal Multifóton de Alta Definição

Incrivelmente profundo – o A1R MP+ detecta dinâmicas a grandes profundidades em organismos vivos.

Os microscópios confocais multifóton A1R MP + proporcionam imagens mais rápidas e mais nítidas das camadas mais profundas dos organismos vivos, ampliando as fronteiras das técnicas tradicionais de pesquisa em ciências biológicas. Eles são compatíveis com microscópios verticais e invertidos e fornecem configurações de imagem multifotônica ideais para pesquisa cerebral, aplicações de neurociência e imagens in vivo de espécimes vivos.

Baixar Multiphoton Brochure (19.54MB)


Características principais

Imagens in vivo profundas com detector GaAsP NDD de alta sensibilidade

O GaAsP NDD é equipado com GaAsP PMT, que possui uma relação sinal/ruído (S/N) e sensibilidade superiores a um PMT Multi-Alcalino, permitindo imagens nítidas de áreas mais profundas em espécimes vivos. Sua capacidade de obter imagens de alta relação S/N permite imagens mais rápidas e imagens em Z-stack de maior qualidade. Sua alta sensibilidade permite a aquisição de sinais fluorescentes com uma menor potência de laser, resultando em menos danos a espécimes vivos.

A Nikon A1R MP + pode ser configurada com um comprimento de onda de 1080 nm, bem como um comprimento de onda de 1300 nm que permite imagens com profundidade de até 1,4 mm.

Os NDDs estão localizados o mais próximo possível da amostra, a fim de detectar a quantidade máxima de sinais de emissão dispersos oriundos de espécimes vivos. Uma combinação de NDDs GaAsP episcópicos e diascópicos para o microscópio vertical Ni-E / FN1 permite a aquisição de imagens brilhantes e com alta relação S/N, detectando sinais de fluorescência refletidos e transmitidos.

GaAsP episcópico de 4 canais NDD

GaAsP diascópico de 4 canais NDD


Imagem cerebral de grande profundidade em camundongo in vivo com GaAsP NDD em comprimento de onda de 1300 nm

Imagens obtidas in vivo de um camundongo YFP-H anestesiado (com 4 semanas de idade) através do método do crânio aberto. Visualização de toda a camada V dos neurônios piramidais e dos neurônios hipocampais mais profundos. Imagem de grande profundidade obtida para imagens tridimensionais de dendritos do hipocampo até 1,4 mm no cérebro.

Capturado com detector GaAsP NDD episcópico para 1300 nm e objetiva CFI75 Apochromat 25XC W 1300 (NA 1.10, WD 2.0 mm)

Comprimento de onda de excitação: 1040 nm

① Células piramidais na camada V

② Matéria branca

③ Alvéolo

④ Células piramidais hipocampais

⑤ Imagem de zoom 3D do hipocampo

Fotos cedidas por: Drs. Ryosuke Kawakami, Terumasa Hibi e Tomomi Nemoto, Instituto de Pesquisa de Ciência Eletrônica, Universidade de Hokkaido


Imagem de excitação simultânea com laser IR com dois comprimentos de onda

O A1R HD MP + está disponível para sistemas compatíveis com a excitação simultânea do laser IR o qual possui dois comprimentos de onda.

Combinando o sistema com um laser de pulsos IR de femto segundos com a saída simultânea de dois comprimentos de onda (saída principal ajustável de 700 - 1300 nm e saída fixa auxiliar de 1040 nm), permite a excitação e geração de imagens simultâneas de dois marcadores diferentes em células vivas em grandes profundidades.

Imagem de excitação simultânea de dois comprimentos de onda de um peixe-zebra (zebrafish)

Imagens tridimensionais de linhagem transgênica de 1 dpf de peixe-zebra, Tg [h2afv: GFP; EF1α: mCherry-zGem]. Após a reprodução sob o tratamento de Feniltiouréia (PTU), a qual inibe a síntese de melanina, o corpo inteiro foi clarificado com solução de limpeza óptica LUCID-A. Essa linhagem transgênica visualiza células em proliferação e cromatina com mCherry (vermelho) e GFP (verde), respectivamente.

Comprimento de onda de excitação: 900 nm e 1040 nm

Objetiva: CFI75 Apochromat 25XC W 1300 (NA 1.10, WD 2.0)

Fotos cedidas por: Drs. Toshiaki Mochizuki e Ichiro Masai, Unidade de Neurobiologia do Desenvolvimento, Instituto de Ciência e Tecnologia de Okinawa Universidade de Pós-Graduação


Vista lateral do tronco da linhagem transgênica de peixe-zebra Tg [h2afv: GFP; EF1α: mCherry-CAAX] a 34 hpf. Após a reprodução sob o tratamento de Feniltiouréia (PTU), a qual inibe a síntese de melanina, o corpo inteiro foi clarificado com solução de limpeza óptica LUCID-A. Essa linhagem transgênica visualiza a membrana celular e a cromatina com mCherry (roxo) e GFP (verde), respectivamente. SHG (azul) indica fibras musculares.

Comprimento de onda de excitação: 900 nm para SHG, GFP e 1040 nm para mCherry

Objetiva: CFI75 Apochromat 25XC W 1300 (NA 1.10, WD 2.0)

Fotos cedidas por: Drs. Toshiaki Mochizuki e Ichiro Masai, Unidade de Neurobiologia do Desenvolvimento, Instituto de Ciência e Tecnologia de Okinawa Universidade de Pós-Graduação


A cabeça de digitalização selecionável permite imagens de alta velocidade e alta qualidade

O A1R HD MP+ compreende uma cabeça de escaneamento híbrido que incorpora um scanner galvano (não ressonante) de alta resolução e um scanner ressonante de altíssima velocidade. Sua cabeça de varredura híbrida permite imagens e fotoativação em altas velocidades, necessárias para revelar a dinâmica e interação celular. Um modelo somente galvo (A1 MP+) também está disponível. Tanto o A1R HD MP+ como o A1 MP+ são configuráveis ​​em dois comprimentos de onda de 1080 nm e 1300 nm.


Imagens de alta velocidade e de alta definição com o scanner ressonante HD

  • A1R MP

Capturas de dinâmicas in vivo com velocidade de 720 fps

Escaneamento 1D 15,600 lps
Escaneamento 2D 720 fps (512 x 16 pixels)
Escaneamento completo (full frame) 60 fps (256 x 256 pixels)
30 fps (512 x 512 pixels)
15 fps (1024 x 1024 pixels)

O scanner ressonante do A1R HD MP + possui uma freqüência de ressonância de 7,8 kHz, permitindo imagens com velocidades de até 720 fps (512 x 16 pixels). O sistema de geração de clock de pixel óptico da Nikon garante imagens estáveis, geometricamente corretas e uniformemente iluminadas, mesmo em altas velocidades. Isso permite a visualização bem-sucedida de mudanças rápidas in vivo, como reações em organismos vivos, dinâmica e interações celulares.

As células sanguíneas nos vasos sanguíneos dentro de um organismo vivo foram excitadas por um laser IR pulsado de femto segundo com o scanner ressonante de alta velocidade A1R MP+, e seus movimentos foram capturados simultaneamente em três imagens fluorescentes sucessivas a 30 fps (30 ms), com três canais (cores).

Três sondas fluorescentes são simultaneamente excitadas e visualizadas - núcleo (azul), endotélio (verde) e plasma (vermelho). O laser ultra rápido de comprimento de onda longo em combinação com o scanner ressonante de velocidade alta velocidade reduz efetivamente o foto dano e tornando possível a obtenção de de imagens multifotônicas de biomoléculas.

Resolução de imagem: 512 x 512 pixels, velocidade de aquisição de imagem: 30 fps, objetiva: objetiva de imersão em água 60X
Fotos cedidas por: Dr. Satoshi Nishimura, Centro de Medicina Molecular, Universidade Médica Jichi


Comparação de uma imagem de grande FOV e imagem detalhada de estruturas delicadas em uma fatia de cérebro de 2mm de espessura removida de uma linhagem de camundongos H-line.
Fotografado com a cooperação de: Drs. Ryosuke Kawakami, Kohei Otomo e Tomoni Nemoto, Instituto de Pesquisa de Ciência Eletrônica, Universidade de Hokkaido

1x zoom (1024 x 1024 pixels)

1x zoom (1024 x 1024 pixels)

6x zoom (1024 x 1024 pixels)


In vivo, FOV grande, imagem de dois fótons / SHG de oscilações de Ca2 + e fibras de colágeno de ácinos pancreáticos vivos em um rato anestesiado após estimulação com agonista. Ciano: Sinais SHG, Verde: GCaMP7.
Amostra: Rato GLT1-GCaMP7 (G7NG817)
Microscópio: A1R MP +
Objetiva: CFI Apocromática LWD Lambda S 20XC WI
Foto cedida por: Sra. Yumi Yamanaka, Escola de Pós-Graduação em Ciência da Informação e Tecnologia, Universidade de Hokkaido, Dr. Kohei Otomo, Instituto de Pesquisa de Ciências Eletrônicas, Universidade de Hokkaido, Dr. Hajime Hirase, Instituto de Ciências Cerebrais RIKEN, Dr. Tomomi Nemoto, Instituto de Pesquisa de Ciências Eletrônicas Universidade de Hokkaido


Auto alinhamento do laser ao mudar o comprimento de onda da excitação do multifóton

Quando o comprimento de onda multifotônico do laser ou a pré-compensação da dispersão da velocidade do grupo for alterada, a posição posicional do feixe de laser multifotônico na abertura objetiva também poderá mudar, resultando em intensidade irregular na imagem ou um ligeiro desalinhamento entre a IR e os trajetos visíveis da luz laser.

Verificar o posicionamento do feixe de laser infravermelho e definir o alinhamento tem sido tradicionalmente difícil. A função de alinhamento automático de laser da Nikon A1R HD MP+, alojada na Unidade Óptica Incidente para o percurso de luz de excitação multifotônica, maximiza automaticamente os alinhamentos de laser IR com um único clique no software NIS-Elements C.

(O alinhamento automático do laser é possível dentro da faixa de comprimento de onda de 800 nm - 1300 nm)


Uma plataforma de software de aquisição e análise unificada

A plataforma de software unificada da Nikon, o NIS-Elements, fornece um fluxo de trabalho intuitivo para imagens multifotônicas. Combinado com as ferramentas de programação gráfica, como JOBS e sequência de iluminação, o ambiente operacional abrangente pode ser totalmente personalizado para qualquer nível de necessidade de aplicação.